terça-feira, 16 de abril de 2013

7 Minutos no Paraíso


Era um dia comum, e eu voltava da escola. Enquanto atravessava a avenida pude ver uma moto vindo em alta velocidade em minha direção, eu fechei os olhos por alguns segundos para conter qualquer tipo de impacto ou dor... 

Quando abri os olhos novamente eu estava em casa, mas não apenas em casa, era natal, pelo menos parecia ser o primeiro natal de que me lembro. E então eu senti um choque elétrico muito forte passando por todo meu corpo... AAAArrrgggg!!




Imediatamente fui jogado em um campo de futebol que ficava atrás da minha escola, na minha frente estava a minha bola de futebol, que foi meu presente de aniversário de cinco anos, eu achei tudo aquilo assustador, parecia que eu estava tendo algum tipo de déjà vu, foi então que senti outro choque elétrico muito forte, tentei me segurar em algo, mas ele tudo se pulverizou e sumiu no ar como areia. 

E eu fui levado á outro momento, era  o dia da morte de meu avô, o dia mais triste da minha vida até agora. Foi então me toquei que talvez aquilo fosse uma falha no continuo espaço- tempo... só que não era.

Fui jogado por choques elétricos, nos momentos mais tristes e mais felizes que eu havia passado em minha curta vida, digo curta pois tenho só quinze anos... A dor do choque começou a cessar e eu me senti dormente. Foi então que eu abri os olhos e pude ver dois paramédicos ao meu lado, com uma maquina desfibriladora, eu tentei falar mas não pude, meus sentidos estavam se perdendo, e a luz estava ficando cada vez mais forte em meus olhos... A ultima coisa que me lembro é de uma breve conversa ao meu lado.

- Senhor, por favor você não pode salva-lo?!!! Ajude-o ele ainda esta se movendo, olhe seus olhos...!!

- Minha senhora, acredita se que depois de morrermos nosso corpo ainda mostra atividade cerebral durante 7 minutos, e esse tempo passa como um sonho que pode durar uma eternidade... 

Mas agora ele está morto.



2 comentários:

  1. Achei Bonito e ao mesmo tempo sombrio ... maravilhoso

    ResponderExcluir
  2. Eu jurava que era o Efeito Borboleta, KKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir